quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Brasil assume 3ª colocação no ranking mundial de contratação

Postado por UP Essência às 20:33

Brasil assume 3ª colocação no ranking mundial de contratação

O país ficou atrás apenas do Peru (64%) e Índia (57%).
Pesquisa da Grant Thornton engloba 11.500 empresas em 40 países.

De acordo com o International Business Report (IBR) 2012 da Grant Thornton International, o índice de emprego no Brasil apresentou no segundo trimestre de 2012 uma elevação de 23 pontos percentuais (49%) em relação ao mesmo período do ano passado (26%), resultado acima da média global de 27%. Em relação ao primeiro trimestre, o aumento foi de 11 pontos percentuais. O resultado colocou o Brasil na 3ª posição do ranking mundial anual. A pesquisa engloba mais de 11.500 empresas privadas em 40 países.

“O dado reflete uma redução da informalidade no país, além de criação de novas empresas e expansão de outras. O governo tem fechado mais o cerco para controlar essa economia paralela”, diz Antoniel Silva, diretor da área de Gestão e Pessoas da Grant Thornton Brasil.

O país ficou atrás apenas do Peru (64%) e Índia (57%). Ainda entre os países onde os empresários mais contrataram estão o Chile e Turquia (ambos com 56%) e Malásia (50%). Na contramão, países como Grécia (-33%) e Espanha (-18%) ainda não têm melhorado o panorama de emprego local.

Regionalmente, a América Latina (42%) e os países da Associação das Nações do Sudeste Asiáticos foram os locais onde os empresários mais contratam, de acordo com os dados do segundo trimestre do IBR, seguidos pela América do Norte (35%) e pelos países do Bric (Brasil, China, Rússia e Índia) (30%).

Os setores que mais contratam foram o de fornecimento de eletricidade, gás e água (45%), saúde (42%) e educação e serviços sociais (39%). Os segmentos hospitalar foi o que menos empregou no segundo trimestre de 2012 (6%), seguido pelo segmento de agricultura (20%) e serviços profissionais (19%).

A pesquisa é realizada principalmente por meio de entrevistas telefônicas com duração de aproximadamente 15 minutos, com exceção do Japão (por correio), das Filipinas e da Armênia (pessoalmente), China continental e Índia (combinação de entrevistas pessoalmente e por telefone), onde as diferenças culturais requerem uma abordagem própria. Os questionários são traduzidos para os idiomas locais, e cada país participante tem a opção de realizar perguntas específicas e adicioná-las ao questionário principal.

Fonte: G1 Concursos e Empregos

0 comentários:

Postar um comentário

 

Copyright © 2011 BuscandoEmprego | Design by Kenga Ads-template - diHITT - Notícias